FreeOffice na imprensa

techradar.com sobre o FreeOffice

“Muito, muito recomendado.”

Ler mais

theinquirer.net sobre o FreeOffice

“O FreeOffice oferece compatibilidade perfeita com a Microsoft.”

Ler mais

digitaltrends.com sobre o FreeOffice

“Uma excelente escolha para projetos profissionais”

Ler mais

makeuseof.com sobre o FreeOffice

“Uma suíte office fantástica. A minha suíte office preferida.”

Ler mais

neowin.com sobre o FreeOffice

“A melhor alternativa grátis ao Microsoft Office”

Ler mais

techradar.com sobre o FreeOffice

“Uma alternativa grátis fantástica ao Microsoft Office”

Ler mais

ubuntupit.com sobre o FreeOffice

“A suíte office FreeOffice com certeza merece um reconhecimento por ser a alternativa mais bem-sucedida ao Microsoft Office. Mude para o FreeOffice com confiança primordial e você nunca atualizará nenhum software premium pago, sem dúvidas."

Ler mais

techrepublic.com sobre o FreeOffice

“O FreeOffice é um produto desenvolvido pela SoftMaker e frequentemente é apontado como a melhor opção para usuários de Linux que precisam colaborar com outras pessoas que usam MS Office. Eu usei o FreeOffice e não hesitarei em dizer que essa declaração é verdadeira."

Ler mais

ghacks.net sobre o FreeOffice

“O FreeOffice é uma suíte Office bem projetada que não precisa se esconder atrás de favoritos, como o LibreOffice. Os usuários que precisam de um editor de texto, um aplicativo de planilhas e um software de apresentações deveriam experimentá-lo, já que entrega exatamente isso.”

Ler mais

omgubuntu.co.uk sobre o FreeOffice

“Se você estiver buscando uma alternativa gratuita ao Microsoft Office para Linux, não deixe de conferí-lo.”

Ler mais

pcworld.com sobre o FreeOffice

“Com uma interface revisada, suporte para tela sensível ao toque e recursos de aplicativo adicionais, o FreeOffice é uma substituição realmente viável para o Microsoft Office."

Ler mais

linuxinsider.com sobre o FreeOffice

“A suíte office FreeOffice 2018 para Linux da SoftMaker é um produto de ponta que oferece desempenho e compatibilidade com o Microsoft Office e outras suítes office."

Ler mais

techradar.com sobre o FreeOffice

“Uma das melhores suítes de produtividade grátis existentes. É muito fácil de utilizar e qualquer pessoa com conhecimentos Microsoft Office começará a trabalhar nele em poucos minutos.”

Ler mais

makeuseof.com sobre o FreeOffice

“O FreeOffice trabalha de forma fantástica com arquivos criados e formatados no Microsoft Office. É à prova de falhas de conversão.”

Ler mais

badcredit.org sobre o FreeOffice

“FreeOffice é uma alternativa robusta à suíte Office da Microsoft. É fácil de usar, tem excelentes críticas e inclui documentação aprofundada.”

Ler mais

softonic.com sobre o FreeOffice

“Nós recomendamos o FreeOffice como a melhor alternativa gratuita ao Microsoft Office para qualquer pessoa que já esteja acostumada com o Microsoft Office, mas que não queira mais pagar por ele."

Ler mais

thelatesttechnews.com sobre o FreeOffice

“Nenhuma outra suíte office gratuita oferece um nível tão alto de compatibilidade com Word, Excel e PowerPoint."

Ler mais

digitaltrends.com sobre o FreeOffice

“A melhor alternativa ao Microsoft Office: FreeOffice”

Ler mais

saasworthy.com sobre o FreeOffice

“O FreeOffice pode ser usado sem custo algum, não só para usuários domésticos, mas também para usuários empresariais. Apresenta todas as funcionalidades quintessenciais necessárias para facilitar o trabalho e aprimorar a experiência do usuário. Com o FreeOffice você pode abrir e salvar documentos nos formatos de arquivo da Microsoft: DOCX, XLSX e PPTX.”

Ler mais

LinOxide.com sobre o FreeOffice

“O FreeOffice está no topo da lista de suítes Office gratuitas. Tem todos os elementos que você possa estar buscando, seja um software de planilhas, um elaborador de apresentações ou um criador de documentos.”

Ler mais

Linux Quest sobre o FreeOffice

“Uma opção fenomenal para software office. Para mim, atende às necessidades em tantos aspectos que se tornou a minha preferência, tanto que eu até comprei a versão completa.”

Assista ao vídeo